Os entregadores do Brasil estão mobilizados e querem uma lei que garanta melhores condições de trabalho. Apoie e pressione agora os deputados!




Pressione os deputados em apoio aos entregadores!

Who will you press? (28 targets)
pessoas que querem melhores condições aos entregadores
Os entregadores de aplicativo têm trabalhado mais e recebido menos durante a pandemia.

Jornadas de trabalho de 12 horas, remunerações baixas, alto risco de pegar coronavírus e falta total de apoio em caso de acidentes é a realidade desses profissionais no Brasil. Com o comércio fechado e a necessidade de isolamento, a demanda pelo serviço de entregas aumentou, a jornada de trabalho e os lucros dos aplicativos também, mas a remuneração dos entregadores diminuiu! Em média, eles recebem 950 reais trabalhando 12 horas por dia, 7 dias por semana. Isso é menos do que um salário mínimo!

Mas a boa notícia é que entregadores de todo o Brasil estão mobilizados - e podemos apoiá-los agora! Já existe um projeto de lei que garante seguro de vida, auxílio em caso de acidentes e doença, além de máscaras, álcool em gel para higienização e luvas e a Câmara Federal já decidiu que ele tem urgência para ser votado! Entregadores de 11 estados do Brasil foram à Brasília cobrar pessoalmente os parlamentares pela aprovação e por seus direitos e garantiram o relator oficial do projeto. Agora, precisamos nos juntar a eles para pressionar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e as principais lideranças da Casa a aprovarem o projeto de lei 1665!

Parece o mínimo, mas nem isso está garantido. Juntos, os entregadores já fizeram dois breques nacionais exigindo melhores condições de trabalho e conseguiram chamar atenção dos parlamentares para esse tema urgente. Agora com a ida deles aos corredores do Congresso, chegou nossa hora de ajudar nessa luta e mostrar que nós também estamos ao lado dos entregadores. Pressione agora os deputados e mostre de que lado você está!













Imagina acordar para trabalhar e descobrir que foi “suspenso” - ou mesmo “cancelado” - da plataforma, ou seja, que não poderá contar mais com o trabalho no aplicativo? Isso é recorrente entre os entregadores, principalmente os que aderem ao #BrequedosApps. Os entregadores querem que os critérios para bloqueio sejam claros, com a possibilidade de apuração dos ocorridos e com direito de defesa dos envolvidos.



Caso sofram acidentes, sejam roubados ou venham a falecer durante o expediente, nem os entregadores nem as suas famílias têm direito a auxílio, ressarcimento ou compensação. Isso precisa mudar!




Caso sejam infectados pela Covid-19, os entregadores não recebem nenhum tipo de apoio. E a burocracia para acessar os equipamentos de proteção individual (como máscaras, ácool gel e luvas) é enorme: apesar de alguns aplicativos terem anunciado a distribuição desse material, muitos entregadores nunca receberam.


















Por que entramos nessa?




O Nossas é uma rede de ativismo que organiza pessoas e compartilha metodologias e tecnologias de mobilização. Acreditamos que uma sociedade mais justa é possível e que depende em grande parte da mobilização de seus cidadãos. Desde o início da pandemia, colocamos no ar financiamentos coletivos para apoiar comunidades indígenas afetadas pela Covid-19, para comprar pacotes de internet para alunos vulneráveis se prepararem para o Enem e, junto de mais de 100 organizações, iniciamos a mobilização pelo auxílio emergencial. Agora, nos unimos às lideranças nacionais do #BrequeDosApps para garantirmos condições dignas e seguras aos entregadores.

Para entrar em contato com a organização da campanha, escreva para contato@nossas.org